Notícias

Wendel Mesquita quer dialogar com União para liberação de verba para linha 2 do metrô

Proposta foi apresentada durante entrevista concedida à repórter Edilene Lopes, na noite desta sexta-feira (18), na live do canal da Itatiaia no Youtube

Por Da Redação , 18/09/2020 às 22:33
atualizado em: 23/09/2020 às 10:05

Texto:

Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Reprodução/ Redes Sociais

RESUMO

  • Wendel Mesquita quer dialogar com União para liberação de verba para linha 2 do metrô
  • Proposta foi apresentada durante entrevista concedida à repórter Edilene Lopes, na noite desta sexta-feira (18), na live do canal da Itatiaia no Youtube


O pré-candidato à prefeito de Belo Horizonte pelo partido Solidariedade, Wendel Mesquita, defende diálogo com o governo federal para que o dinheiro da segunda linha do metrô saia do papel. Declaração foi dada durante entrevista concedida à repórter Edilene Lopes, na noite desta sexta-feira (18), na live do canal da Itatiaia no Youtube.

“Nós vamos articular com o governo federal a liberação do recurso da linha do metrô, que sempre foi promessa de vários políticos e que nunca aconteceu, para que saia do papel. Eu defendo um metrô de qualidade e com ampliação de linhas. Se vai ser administrado pelo governo ou pela iniciativa privada, isso pouco importa. O que importa é que o bolso do consumidor não seja mais onerado”, afirmou. 

Ainda sobre o transporte público, o pré-candidato diz que pretender reorganização do trânsito de ônibus no Centro de Belo Horizonte e implantar o monotrilho na avenida Pedro II. 

“Vamos tirar um pouco das linhas que sobrecarregam hoje o trânsito no Centro de Belo Horizonte, mas ampliando a questão do Move e dando mais opção de horário para os usuários de ônibus. Além disso, vamos fazer o monotrilho na avenida Pedro II. Esse é um projeto que já está desenvolvido e com o objetivo de não prejudicar os comerciantes da Pedro II”, afirmou.

Questionado sobre soluções para as enchentes que assolam a cidade no período chuvoso, Wendel Mesquita garante que, caso seja eleito, vai iniciar as obras de chuva no segundo ano de governo. 

“A gente tem que priorizar as obras que resguardam a vida do cidadão. Vamos priorizar as obras da contenção da enchente. Estamos fazendo um estudo dentro do recurso que a prefeitura tem hoje e do poder de endividamento. Estamos fazendo um levantamento. Vamos trabalhar nos primeiros seis meses para fazer os trabalhos executivos e fazer essa transferência de recursos para essas obras. Já no segundo ano, vamos começar as obras”, garante. 

Uma das preocupações do pré-candidato do partido Solidariedade é a segurança pública. Para desenvolver esse setor, Wendel Mesquita pretende apostar no diálogo com o governo estadual. 

“Vamos dialogar diretamente com o governo Zema para ampliar as bases da Polícia Militar, levando essas bases, que funcionaram, para outras regiões. Principalmente para a periferia, onde o crime acontece com mais frequência. Vamos ampliar esse horário. Vamos tentar colocar essas bases 24 horas por dia em locais mais críticos. Em relação a
Guarda Municipal, vamos criar uma academia, um melhor salário e maior autonomia para esses agentes”, garantiu.

Sobre a saúde pública, o pré-candidato à prefeitura de Belo Horizonte promete retornar com os projetos das PPP da saúde. “Vamos retornar com a PPP da saúde. Vamos reformar o que já está pronto e construir o que for necessário. Temos em Venda Nova uma maternidade parada. No Barreiro, temos um grande hospital com um atendimento muito pequeno. Então, no nosso plano de governo, colocamos o retorno dessa PPP. Queremos melhorar as unidades já existentes e construir melhores unidades. Vamos criar um prontuário eletrônico”, garantiu.

Veja a entrevista completa:

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link