Notícias

Suspeito de roubar relógio Rolex avaliado em R$ 40 mil é preso pela PM em BH

Por Redação, 19/09/2020 às 21:43
atualizado em: 19/09/2020 às 21:44

Texto:

Um suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubos de relógios de luxo, como Rolex, foi preso pela Polícia Militar (PM) neste sábado, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. 

O homem, de 27 anos, é de São Paulo e, segundo a PM, estava na capital mineira há três dias. Conforme a PM, o criminoso roubou um Rolex (avaliado em R$ 40 mil) de um médico na noite dessa sexta-feira (18), em Nova Lima, na Grande BH. Para enganar as vítimas, ele se passava por entregador de comida e usava uma moto. 

Imagens de câmeras de segurança flagraram o suspeito e possibilitaram que a PM traçasse o perfil e as características da moto usada para cometer o crime. “Nós fomos para o turno hoje voltados para indivíduos com moto essas características. Em determinado momento, na proximidades da avenida Uruguai com a rua Grão Mogol, deparamos com um indivíduo com essas características e, quando demos ordem de parada, ele empreendeu fuga”, explicou o cabo Júlio Freitas, do Tático Móvel.

Os militares iniciaram a perseguição. Em alta velocidade, o suspeito chegou a atropelar um ciclista. “Quando ele chegou na avenida do Contorno com Nossa Senhora do Carmo, ele tentou subir a moto no passeio, teve uma queda, largou a moto, evadiu a pé e entrou em uma livraria que fica na avenida do Contorno com Grão Mogol.  Ele tentou se passar por cliente, mas conseguimos abordar”, disse o militar. 

Com o suspeito, os policiais encontraram um revólver calibre 32. “Ele assumiu ter cometido o roubo na data de ontem”, disse o cabo. O médico, dono do Rolex roubado, também reconheceu o criminoso. Contudo, o relógio não foi recuperado. A polícia acredita que ele já tenha sido repassado para a quadrilha.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'O projeto introduz dispositivos claros e objetivos, com penalidade para aqueles que prestarem informações falsas ou deixarem de executar as medidas compensatórias', defend...

    Acessar Link