Notícias

Justiça nega pedidos de Dodô para ativar contrato com Cruzeiro e voltar a treinar na Toca

Por Redação, 27/03/2020 às 17:43
atualizado em: 27/03/2020 às 18:02

Texto:

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

O lateral-esquerdo Dodô sofreu uma derrota na primeira batalha para voltar ao Cruzeiro. Nesta sexta-feira, o jogador teve o pedido de tutela de urgência negado pela juíza Luciana Alves Viotti, da 39ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. Na ação, o atleta exige a ativação do contrato em definitivo com o clube celeste – e consequentemente o pagamento de R$ 8,8 milhões de luvas –, além de voltar a treinar imediatamente na Toca da Raposa II.

Como a decisão é em primeira instância, Dodô poderá entrar com recurso. A primeira audiência entre Cruzeiro e Dodô está marcada para o dia 2 de junho. A informação foi noticiada inicialmente pelo portal Globoesporte.com.

Contudo, o Cruzeiro estuda a possibilidade de entrar em acordo e ficar com o Dodô. Mas, para isso, o jogador teria que se adequar à nova realidade financeira do clube celeste, que adotou um teto salarial de R$ 150 mil, e fazer uma mudança no contrato inicial. Na ação, a Justiça revela que o antigo vencimento do lateral-esquerdo era de R$ 330 mil. O interesse da Raposa foi informado pelo portal Superesportes.

Entenda o caso

Dodô chegou ao Cruzeiro no início do ano passado por empréstimo junto à Sampdoria-ITA. Pelo acordo com os italianos, o lateral seria cedido até dezembro e, depois, o clube celeste seria obrigado a exercer a opção de compra caso o jogador fizesse pelo menos três partidas na temporada e a Raposa atingisse mais de 15 pontos no Campeonato Brasileiro. O novo vínculo passaria a valer em 1º de janeiro de 2020 e iria até dezembro de 2023.

Desta forma, a Sampdoria entende que o seu vínculo com Dodô não existe mais e o lateral agora pertence ao Cruzeiro. Mas o Núcleo Dirigente Transitório, após assumir o controle do clube celeste no fim do ano passado, dispensou o jogador como parte da política de redução dos gastos para 2020.

Por isso, o lateral seguiu treinando no Brasil, mas agora, além do valor milionário das luvas, Dodô quer voltar a utilizar as dependências da Toca da Raposa II. A causa tem valor simbólico de R$ 10 mil.

Contudo, além de assumir a dívida das luvas com Dodô, a antiga direção do Cruzeiro se comprometeu a pagar R$ 1,3 milhão à Sampdoria por 90% dos direitos econômicos do jogador. Mas o valor também não foi quitado com os italianos.

Alternando com Egídio na titularidade, Dodô nunca se firmou no Cruzeiro. Foram 28 jogos com a camisa celeste e um gol marcado.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    O Ministério da Saúde divulgou na noite deste sábado o boletim atualizado com os dados do novo coronavírus no Brasil. #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Há ainda o pedido para que o Ministério da Saúde adicione novamente ao Painel Coronavírus os dados apagados na sexta-feira (5). #itatiaia

    Acessar Link