Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Que venham as Olimpíadas em Tóquio

11/03/2020 às 03:17
Que venham as Olimpíadas em Tóquio

Ponto para o Brasil. Melhor! Vários pontos! Em campo e, principalmente, em seu desenvolvimento social. A nossa Seleção Brasileira de Futebol Feminino está em ótima fase sob o comando de Pia Sundhage, a treinadora que fez os Estados Unidos terem o gostinho que nós, brazucas, temos enquanto referência do futebol, ao conquistar o bicampeonato olímpico. 

E agora ela tem essa missão aqui, no país do esporte. Podemos pensar que é mais fácil, já que temos no sangue, mas é importante ressaltar as dificuldades e a pressão. Infelizmente, no Brasil, não existe paciência e tempo de trabalho. Mas vamos torcer para que isso não aconteça! E pelo andar da equipe não vai.

Pia chegou para comandar o Brasil no fim de julho, depois da Copa do Mundo da França em que o Brasil lutou bastante, mas mostrou deficiências que iam desde o condicionamento físico a comunicação em campo. De lá para cá, no comando da sueca, foram 11 jogos com oito vitórias (duas nos pênaltis), dois empates e apenas uma derrota. Revés para a França, no Torneio Internacional da França, anfitriã e uma das potências mundiais no futebol feminino - foi quem, também como anfitriã, eliminou o Brasil na Copa de 2019.

São números bastante positivos, que não param por aí. Na última convocação de Pia, em 18 de fevereiro, a CBF mostrou algumas estatísticas que mostram a evolução da equipe em campo, tanto no ataque quanto na defesa. Além disso, o desempenho individual de algumas atletas melhorou, como passes e finalizações. Prova disso são os bons resultados dos jogos, com poucos gols sofridos (6) e muitos marcados (21).

Sem querer cutucar ferida cicatrizando, mas tudo isso é mais uma prova de que Vadão fez hora-extra como técnico do Brasil e, mais que isso, que um comando feminino pedia passagem. Pia só não é uma excelente treinadora como também tem poder feminino de entender, como ninguém, o que as atletas pensam, passam e esperam. 

No último duelo na França, nesta terça-feira, o Brasil saiu ganhando do Canadá por 2 a 0, mas viu a partida empatar no fim. A Seleção encerra os amistosos na França com dois empates e uma derrota. Nada que abale a reestruturação e crescente da nossa seleção. No duelo final, Marta fez um golaço abrindo o placar. Foi uma jogada que dá fôlego à maior ídolo do futebol feminino do Brasil e alívio para os torcedores de que, além do imenso legado que está construindo, ainda tem muita lenha para queimar. 

Que venham as Olimpíadas em Tóquio. Impossível sonhar menos que isso. Somos Brasil!

Em tempo: Brasil e Canadá terminou 2 a 2, em jogo válido pela última rodada do torneio da França.

Foto: A2M/CBF

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Agora, são 2.952 pessoas curadas da covid-19 no município. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Profissionais fizeram um minuto de silêncio em homenagem à José Célio da Silva. #Itatiaia

    Acessar Link