Notícias

Goiânia pode proibir comercialização de filhotes de cães e gatos com menos de oito meses

O objetivo é diminuir a exploração das fêmeas para comercialização dos filhotes e evitar a separação precoce dos filhotes e das mães

Por Redação, 05/09/2020 às 14:45
atualizado em: 05/09/2020 às 14:46

Texto:

Foto: Pixabay
Pixabay

Um projeto de lei visa proibir a venda de filhotes de cães e gatos com menos de oito meses em Goiânia. A proposta foi aprovada na Câmara de Vereadores do município e depende de sanção do prefeito Iris Rezende (MDB). O objetivo é diminuir a exploração das fêmeas para comercialização dos filhotes e evitar a separação precoce dos filhotes e das mães.

Em caso de aprovação, estabelecimentos, como petshops e casas de ração, vão ter 120 dias para cessarem as vendas. Em caso de descumprimento após o período, há possibilidade de multa de R$ 500 para cada animal que esteja sendo comercializado e mais R$ 200 se houver propaganda.

A compra dos filhotes só estaria permitida, segundo a lei, de forma direta, sem intermediários, como por criadores, canis e gatis. Também é colocado a necessidade de acompanhamento de um médico veterinário.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Substitutivo de projeto de lei deve ser votado por vereadores da capital no próximo dia 9/12 #itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Corporação trabalha com a possibilidade dele ter fugido ou ter ficado ferido e ter sido socorrido por algum motorista que passava pelo local #itatiaia

    Acessar Link