Auto Truck CPM Interno

Notícias

Vice do Fluminense pressiona Fernando Diniz: 'A situação é ruim e temos de mudar isso'

Por Agência Estado, 13/08/2019 às 21:29
atualizado em: 13/08/2019 às 21:30

Texto:

Um resultado que não seja a vitória do Fluminense sobre o CSA, domingo, às 16 horas, no Maracanã, pode complicar o futuro do técnico Fernando Diniz nas Laranjeiras. Celso Barros, vice-presidente do clube, em entrevista coletiva, nesta terça-feira, demonstrou toda sua insatisfação com o momento do clube, 16º colocado do Campeonato Brasileiro, mas negou que tenha conversado com um possível substituto do treinador. 

"Não conversamos com nenhum técnico. Surgiu em rede social que a gente falou com Mano [Menezes], de quem eu gosto muito. Que eu falei com Dorival [Junior] e com Abel [Braga], que recusou. Isso não procede. Não falei com nenhum dos três", disse o dirigente, que negou que Diniz esteja "prestigiado", termo pejorativo para expressar uma possível demissão imediata do técnico.

"Isso é um termo antigo. Se dizia que estava prestigiado e o técnico caia no dia seguinte. Diniz é o técnico do Fluminense e está sendo cobrado como ele cobra os jogadores e nós dirigentes somos cobrados pela torcida. Infelizmente, queiram ou não, os resultados são importantes. Não tem jeito. É assim. Se pode jogar lindamente, mas fica difícil sem resultado. O fato é que em 14 jogos o nosso resultado é ruim", disse Celso Barros.

O dirigente comentou que teve conversas com o treinador sobre a forma tática de o time atuar. "Já falamos sobre o jogo, sobre o estilo. Acreditamos. Ele falou algo importante: no momento que não acreditar, cabe aos dirigentes dizer que encerrou o ciclo. A vida é assim. Diniz é o técnico e vai continuar o trabalho. Agora, temos de estar atentos à situação. É claro que ele tem tempo. Está aí desde o começo do ano", disse o vice-presidente, após apresentar o atacante Lucão, a mais nova contratação do clube.

Barros indicou que a chegada recente de reforços deve trazer resultados na sequência do Brasileirão. "A situação é ruim e temos de mudar isso. Trouxemos jogadores que podem contribuir. É só ver o Muriel (goleiro), nos ajudou muito já. Nenê é talentoso, o Nem tem entrado bem. Acho que o Lucão pode ajudar."

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link