Notícias

Servidora de Belo Horizonte fica cerca de 7h por dia no trajeto de ida e volta do trabalho

Por Redação, 28/06/2019 às 16:45
atualizado em: 28/06/2019 às 18:30

Texto:

A agente de combate a endemias Silvania Gomes é das brasileiras que descansa pouco. Se não está no trabalho, provavelmente está a caminho dele, em Belo Horizonte, ou de casa, em São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana. Em entrevista à Itatiaia, no programa “Chamada Geral” desta sexta-feira, ela conta que passa cerca de 7h por dia nos ônibus.

A rotina cansa só de ler. Quando não tem carona, acorda às 3h30 para pegar o coletivo às 4h40 rumo ao Centro de Saúde Menino Jesus, no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul de BH, onde chega às 8h. Ela deixa o posto, na rua Congonhas, e caminha pelo bairro no combate à dengue, o que lhe rende um salário de R$ 1 mil a R$ 1,1 mil.

Às 17h pega um ônibus na avenida do Contorno, na Savassi, também na Zona Sul, que a deixa na avenida Amazonas, onde embarca em outro – normalmente vai em pé em ambos. Só chega à residência por volta das 20h30. “A minha casa está quebrada, precisando de reforma e sem muro”, diz. A hora de dormir, por volta da meia-noite, é quase a de acordar.

Assista à entrevista:
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Campeonato Mineiro Coimbra x América

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽Boliviano irá desembarcar em Belo Horizonte nesta terça-feira, às 11h30

    Acessar Link