Auto Truck CPM Interno

Notícias

Ramón Martínez celebra rápida adaptação e diz que ainda não está no seu melhor

Por Agência Estado, 13/08/2019 às 18:15
atualizado em: 13/08/2019 às 18:22

Texto:

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Contratado em junho, o volante paraguaio Ramón Martínez não esconde o entusiasmo por ter atuado como titular do Atlético na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, no último sábado, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o meio-campista comemorou a atual fase.

"O (técnico) Rodrigo (Santana) vem me dando essa oportunidade de ajudar a equipe e me sinto muito bem e contente. Ainda falta muito para melhorar, este não é meu teto (em termos de desempenho), e espero ajudar a equipe da melhor maneira", disse Martínez, que revelou estar adaptado em Belo Horizonte.

"É uma cidade muito tranquila, meus companheiros me receberam muito bem e, sobre o centro de treinamento, nunca vi nada igual. Sinto-me muito bem, com ganância, aprendendo, crescendo, e creio que estou na minha melhor forma", afirmou o paraguaio.

Ramón Martínez e os demais jogadores do Atlético se reapresentaram nesta terça-feira, após dois dias de folga. Os atletas que não enfrentaram o Fluminense participaram de um jogo-treino com o Inter de Minas. Com gols de Otero e Papagaio, os reservas venceram por 2 a 1.

Os titulares fizeram um trabalho regenerativo e se prepararam fisicamente para o duelo de sábado, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba, às 19 horas, pela 15ª rodada do Brasileiro. 

O elenco volta aos treinos nesta quarta-feira, às 15h30, quando Rodrigo Santana inicia a preparação para o jogo no Paraná. Como na próxima semana o time mineiro vai atuar pela Copa Sul-Americana, contra o La Equidad (COL), existe a possibilidade de o técnico atleticano não mandar a campo todos os titulares contra o Athletico-PR, poupando as principais peças para o jogo de ida das quartas de final da competição continental.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link