Unimed Set Maxiboard interno

Notícias

Patrimônio de Belo Horizonte, Cantina do Lucas é ponto de encontro há 57 anos

Por Redação, 18/08/2019 às 10:08
atualizado em: 18/08/2019 às 10:17

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Único restaurante de Minas Gerais tombado pelo Patrimônio Histórico e Cultural de Belo Horizonte, a Cantina do Lucas foi fundada em 1962 e está localizada no tradicional Edifício Maletta, na avenida Augusto de Lima esquina com Bahia, no centro da capital mineira. 

Ouça a reportagem completa com Edilene Lopes

Leia também: Histórias e curiosidades do quase centenário Bar do Orlando, no Santa Tereza
Tip Top: o restaurante mais antigo de BH e que sempre foi administrado por mulheres
Dono de um dos bolinhos de carne mais famosos de BH, Café Bahia vai completar 82 anos
Café Palhares serve há décadas PF mais conhecido de BH e foi até ‘plantão esportivo’
Parada obrigatória de políticos, tradicional Café Nice completa 80 anos de história em BH
As histórias e curiosidades da tradicional Mercearia Lili, que completa 70 anos em BH

Reduto de intelectuais, artistas e formadores de opiniões, a Cantina tem no seu cardápio pratos que fazem sucesso desde a inauguração, há 57 anos. O prato mais pedido é o file à parmegiana.

É impossível falar da Cantina do Lucas sem falar do Lendário, Seu Olímpio, que foi parar no Guiness Book, o livro dos Recordes, por ser o garçom que ficou mais tempo na ativa no Brasil. Antônio Mourão, é gerente da Cantina há 20 anos, e rememora momentos.

"Ele era superquerido, trabalhou durante 40 anos aqui e naquela época, que era de repressão, ele sempre defendia os clientes que vinham aqui, que eram mais de esquerda”, conta. 

A relação de Seu Olympio com jornalistas era tão forte, que até o velório dele deixou história para contar, segundo o escritor e jornalista Dimas Lopes. 

“Um dos desejos dele, e foi deixado isso por escrito, era ser velado no Sindicato dos Jornalistas pela relação que ele tinha conosco, quando o corpo chegou tinham pouquíssimas pessoas, logo depois nós desconfiamos que alguma coisa não estava batendo com a cara do Seu Olímpio, e logo depois o corpo foi realmente trocado, foi o maior blefe que já aconteceu”.

Maria Eleonor Xavier Cunha Roque é hoje a dona da Cantina do Lucas e da Casa dos Contos. Ela conta que cresceu dentro dos restaurantes acompanhando o trabalho do pai e hoje encara com carinho a responsabilidade de manter o legado do pai. 

“O que me estimula diariamente é chegar e  alguém falar que o padrão está o mesmo, está tudo uma delícia, isso pra mim não tem nada mais gratificante”.

Nesta segunda-feira você acompanha um levantamento exclusivo sobre os estabelecimentos em Minas e Belo Horizonte, reconhecida, nacionalmente, como a capital dos bares.

A Cantina do Lucas funciona todos os dias, das 11h30 às 2h.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Bolsonaro provoca presidente da OAB: 'Posso contar como o pai dele desapareceu' https://t.co/VL1QAuI1sI https://t.co/uO2itrIBJh

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link