Auto Truck CPM Interno

Notícias

No último dia do mandato, Raquel Dodge 'liberou' casos de Eunício Oliveira e Aécio Neves

Por Agência Estado, 20/09/2019 às 07:42
atualizado em: 20/09/2019 às 07:45

Texto:

Foto: Antonio Augusto /Secom / PGR
Antonio Augusto /Secom / PGR

A Procuradoria-Geral da República enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) requerimentos de declínio de competência de inquéritos que investigam, na Lava Jato, os ex-senadores Eunício Oliveira (MDB-CE) e Aécio Neves (PSDB-MG), este atualmente deputado. As manifestações foram assinadas pela então procuradora-geral, Raquel Dodge, na terça-feira (17), último dia de seu mandato.

O inquérito sobre Eunício era um dos que aguardavam posicionamento da Procuradoria. Como mostrou o jornal O Estado de S. Paulo, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, questionou Raquel em agosto sobre o andamento de investigações.

Raquel Dodge defendeu o envio da investigação sobre Eunício, citado em delação, à Justiça Federal no Distrito Federal. Em relação a Aécio, investigado no caso de Furnas, pediu o encaminhamento à Justiça Federal no Rio.

A defesa de Eunício não respondeu à reportagem. O advogado de Aécio, Alberto Toron, disse que a PGR "vale-se de fatos já arquivados para buscar a injustificável perpetuação de investigação". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link