Notícias

Mineirão entra na briga para receber a final da Copa Libertadores de 2020

Por Redação, 26/08/2019 às 19:26
atualizado em: 27/08/2019 às 07:09

Texto:

Foto: Renato Cobucci/Divulgação
Renato Cobucci/Divulgação

O Mineirão oficializou nesta segunda-feira a candidatura para sediar a final da Copa Libertadores de 2020. Em reunião que contou com representantes da Conmebol, da CBF, de Belo Horizonte e da Minas Arena, que administra o estádio, o Gigante da Pampulha entrou na briga, inclusive com outras cidades brasileiras, para receber a decisão do torneio.

Em entrevista à Itatiaia, o presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Marcelo Aro, explicou como foi o encontro e quais são as apostas de Belo Horizonte e do Mineirão para sediar o evento.

“Foi uma reunião muito proveitosa. Esse é um dos passos protocolares para que possamos, quem sabe, atingir essa meta que é fazer de Belo Horizonte a capital do futebol sul-americano. Não é uma briga fácil. Dentro do próprio Brasil estamos concorrendo com outras capitais, existem cidades de grande porte como Rio de Janeiro e São Paulo, que também estão na briga, mas os representantes da Conmebol que estiveram aqui hoje ficaram surpresos e muito interessados com estrutura e as opções apresentadas por Belo Horizonte”, disse.

Ouça a entrevista completa com o presidente da FMF

“Uma cidade que já tem uma grande experiência neste tipo de evento, já recebemos aqui Brasil e Argentina e, recentemente, a própria Copa América. As experiências que a Conmebol teve com o Mineirão foram muito boas. Eles veem com bons olhos a candidatura de Belo Horizonte”, completou.

No ano passado, quando a Conmebol definiu que a Libertadores e a Sul-Americana passariam a ter final única a partir de 2019, o Mineirão se candidatou a sediar a decisão do principal torneio do continente, mas a entidade optou por Santiago, no Chile.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link