20180819 - Unimed - Viver Bem - Interna 2

Notícias

Desarticulada quadrilha suspeita de pelo menos três ataques a caixas eletrônicos em Minas

Por Redação, 13/01/2018 às 09:32

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00

A Polícia Militar procura pelo último suspeito de integrar uma quadrilha que vinha atacando agências bancárias no interior de Minas, na modalidade conhecida como Novo Cangaço.

Desde o último ataque – frustrado –, há dois dias, em Dores do Turvo, no Vale do Aço, militares do batalhão de área, do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e com o apoio do helicóptero iniciaram as buscas e chegaram à casa de um dos suspeitos, na mesma cidade.

Na residência de Bruno da Silva Barbosa, de 21 anos, a PM encontrou duas escopetas calibre 12, quatro pistolas, dois revólveres, munições, material explosivo e dois coletes à prova de bala.

Na sequência, mais quatro suspeitos foram presos nos municípios vizinhos de Viçosa e Senador Firmino, dentre eles Filipe Moreira Quirino, de 26 anos, o Felipinho, foragido da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, há cerca de 20 dias.

Um sexto suspeito, Marlon da Rosa Silva, estava escondido em Belo Horizonte, na Região do Barreiro, e morreu em uma troca de tiros com a polícia na madrugada desta segunda-feira. Um sétimo envolvido, conhecido como Nando, ainda é procurado.

Segundo a corporação, além de Dores do Turvo, o bando também é suspeito de atacar recentemente agências de Dom Cavati e Urucânia, pois armas roubadas de seguranças nesses dois crimes foram encontradas com os bandidos.

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Não fui convidada por Bolsonaro, mas dupla 'revolucionaria o País', diz Janaína. Leia! https://t.co/kVyLWhN3La https://t.co/yXcCxhBnPP

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Na avaliação de Paschoal, Bolsonaro deve estar refletindo sobre se a chama. "Até porque sou uma pessoa difícil, de forte personalidade". Leia!

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    A agressão foi filmada e o vídeo postado nas redes sociais. Leia!

    Acessar Link