Notícias

David projeta vaga de titular no Cruzeiro para clássico com Atlético, pela Copa do Brasil

Por Agência Estado, 05/07/2019 às 16:42
atualizado em: 05/07/2019 às 16:52

Texto:

Foto: Vinnicius Silva / Cruzeiro
Vinnicius Silva / Cruzeiro

O atacante David afirmou que sonha com a possibilidade de defender o Cruzeiro no clássico do dia 11, no Mineirão, contra o Atlético, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

"É o que eu mais quero. Estou trabalhando firme. Procuro sempre buscar meu espaço nos treinos e nos jogo, para ter sequência. O Mano (Menezes) tem me dado isso. Espero agarrar essa oportunidade", disse o camisa 11, que disputou 17 partidas nesta temporada e marcou quatro gols.

Apesar de ainda não desfrutar da titularidade, David espera ter várias oportunidades nas três competições que o time vai disputar até o fim do ano. Para isso, o ponta-esquerda, de 23 anos, aposta no entrosamento com Fred. "O entrosamento com o Fred é bom, ele sabe das minhas características de jogo, eu sei as dele. Vamos nos conhecendo mais com os treinos, é importante para mim. Espero ter sequência, ganhar ritmo, para ajudar. Precisamos fazer mais gols, ser mais ofensivos."

Perguntado sobre o clássico sul-americano, contra o River Plate, pelas oitavas de final da Copa Libertadores, David preferiu concentrar as atenções no duelo com o Atlético. "É o nosso foco total. Sabemos que temos que voltar a vencer após a intertemporada. O Mano tem uma ideia, nós compramos essa ideia com ele, temos sim que melhorar e estamos trabalhando muito para isso acontecer."

O Cruzeiro amarga um jejum de nove jogos. A última vitória foi em 5 de maio, 2 a 1 sobre o Goiás, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe de Mano Menezes esteve em campo outras nove vezes - seis pelo Brasileiro, duas pela Copa do Brasil e uma pela Copa Libertadores -, com cinco derrotas e quatro empates.

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link