José Lino Souza Barros

Coluna do José Lino Souza Barros

Veja todas as colunas

Quem tem pena dos solteiros?

No dia do Solteiro, um texto da publicitária Mari Rivas

15/08/2019 às 02:03
Ouça na Íntegra
00:00 00:00

Você já reparou como a relação a dois é superestimada entre os brasileiros? Pode parecer bobagem, mas a nossa sociedade associa felicidade com estar acompanhado, e julga este status de forma cruel e opressora.

Eu não posso deixar de comentar que tenho visto uma verdadeira guerra de sexos sendo compartilhada no Facebook. Uma parte compartilha um texto dizendo que as mulheres estão sozinhas porque os homens não conseguem mais lidar com os avanços do sexo feminino. A outra parte compartilha um texto que disserta sobre as mulheres estarem se tornando verdadeiras chatas e que estão sozinhas porque querem. (...)

Em tempos de relacionamentos exibicionistas, em tempos de casais se amando perdidamente no seu Instagram, e postando cada buquê de flores, cada ida ao cinema, e batata do Outback compartilhada numa terça à noite, é difícil mesmo não sentir-se pelo menos um pouco desestimulado na vida de solteiro. 

Mas é aí que mora a graça. Você não ter que mostrar nada pra ninguém. O amar-se primeiro é o amar-se melhor que tudo. E todos. A melhor parte de ser solteiro é viver a vida sem estar procurando por nada, é viver a vida deixando as coisas acontecerem de forma leve, sem cobranças. (...) E assim a vida vai sendo levada. Sem pensar muito, até o dia que você encontrar alguém que realmente faça seu coração bater mais forte. Conheço muitos solteiros assim, que realmente não se importam e nem sentem-se abalados por esse julgamento maquiado da sociedade. (...)

Fico feliz por aqueles que realmente encontraram em alguém um conforto. Sabemos que é gostoso. Mas chega de julgamentos e de textos estimulando uma guerra dos sexos. Chega de tanta nóia. Muita gente sozinha depois dos 30? Sim. Muita gente namorando aos 20? Também. E quem se importa? Ninguém. (...)

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    'Eu estou levando minha revolta para um lado de injustiça, eu preciso de uma resposta. Eu guardei tudo no quarto do bebê. Essa dor parece que não vai passar', completa.

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    O caso foi revelado em primeira mão pela rádio Itatiaia e repercute nacionalmente.

    Acessar Link